Saturday, November 29, 2014

Grupo de apoio a pais e familiares - novembro/2014

Link para questionário de perfil sensorial: https://docs.google.com/document/d/1WIsE1kJqD_j_IjwitmyuMNIsEHaKO5ZlmxM6aPFvc8g/edit










Thursday, November 27, 2014

Thanksgiving por Paula Cardoso

Difícil seria terminar este ano sem agradecer em primeiro lugar a Deus, que tem se feito cada dia mais presente na minha vida.

Este foi um ano de muita introspecção. Sei que estive mais ausente dos amigos, mas isto foi essencial para o momento que eu estava passando. Às vezes é preciso parar para poder continuar.

Respirar tem sido meu maior aprendizado. Controlar a respiração tem sido minha busca, A palavra deste ano foi desacelerar. Deixar a casa menos arrumada, a louça na pia, e alguns brinquedos pelo chão, são, pra mim, grandes conquistas. Entender e principalmente aceitar que a vida nem sempre acontecerá do jeito que a gente imaginou é um grande passo pra felicidade.

Este ano só tenho a agradecer: à minha família que mesmo torta (rs) sempre me socorre na hora de maior sufoco.; aos amigos que se fizeram presentes, sem muitas vezes eu conseguir retribuir e participar de suas vidas; à Marcinha, minha amiga, irmã que ganhei em vida... Agradeço a vocẽs, minhas amigas de coração, que trocam experiências, dores e conquistas de seus filhos: Aurea, Tarita, Gis, Analu, Claudia e tantas outras que assim como eu, somem e reaparecem, conforme a vida lhes permite. Agradeço a todos que profissionalmente ajudaram a Laurinha este ano: Mariana, Ciça, Renata, Tatiane, Pamela, Kriss, Vitória, Caio e Eric. Como não ser grata à escola que acolheu Laurinha e se abriu para cada ideia, cada necessidade que aparecia? Aos pais dos amiguinhos de classe que abraçaram em gestos e atitudes minha pequena florzinha, em especial à Helen, Cris e Fabiane. Mais que tudo, agradeço à Julia, minha filha mais velha, que só me traz orgulho e alegria. 
 
Ao Valter por seus esforços e vitórias. À Tati, que sempre teve uma palavra amiga e uma oração pra me dizer. À Haydée, simplesmente por existir. Por último, e não menos importante, à Marie, que sempre nos presenteia com conhecimentos e estudos, que nos acolhe em sua casa e em seu coração.
Paula

Thanksgiving por Elaine Cristina

Não tive tempo de sentar e escrever como eu gostaria, mas não poderia deixar passar este dia sem antes agradecer por todos estes anos que nos conhecemos e também pelo seu empenho de mostrar pra tanta gente como é importante ser grato.
 
Uma das minhas melhores lembranças deste dia, com certeza é o Thanksgiving que passamos juntas, ou quase juntas já que vocês estavam em Wenatchee WA e nós em Woodbridge NJ.:) Tenho saudades do tempo que vocês moravam aqui e a vida parecia passar mais devagar, mas estou muito feliz por saber os caminhos que você tem trilhado em terras brasileiras.
 
Este ano mais do que nunca agradeço a vida, ao simples fato de estar viva, mas principalmente por ver que  tanta gente que eu conheço conseguiu de fato sobreviver... O Nicolas me informou que esta semana era Thanksgiving in the US e me perguntou o que eu era thankful for, eu respondi : - Por você, ele me perguntou novamente: - Por mim? Sim, por você e seu irmão... Ele sorriu e me disse: Me too, for our family and friends. Yes!
 
Meus filhos cresceram tanto e eu me sinto tão mais próxima deles, eu sei que nos últimos tempos me falta tempo pra quase tudo, mas nós estamos tão contentes, nossas conversas tem sido cada vez mais interessantes, Nicolas está no High School e Victor no último ano do Elementary e às vezes eu fico procurando meus bebês... A verdade é que o futuro chegou pra nós e apesar de ainda ser desafiador, não é mais assustador e isto no momento me dá a tranquiliadade que eu preciso pra seguir em frente... 
 
Sendo assim preciso agradecer ao Albert que segue junto comigo.:)
 
Agradeço também a uma amiga muito especial que me permitiu estar com ela num momento muito difícil, daqueles que a gente não imagina que pode acontecer e qdo acontece é quase unsuportável, mas mesmo assim ela tem conseguido superar cada obstáculo com a mesma graça e ternura de sempre.
 
No mais é aproveitar este dia tão especial e respirar todo o amor que ele proporciona.
 
Agradeço de coração por tudo, tudo mesmo... o mundo melhor depende só da gente... bom, depende de tantas outras coisas também, mas só a gente pode fazer o melhor de qualquer situação.
 
Meninas que participaram deste e outros Thanksgiving o meu abraço apertado de sempre, espero que um dia eu possa estar com vocês pra juntas saborear esta delicia de Turkey day.
 
Feliz dia de ACAO DE GRACAS!

Beijos,

Elaine (mae do Nicolas e do Victor)

Thanksgiving por Ana Lúcia Félix



"Tempo de Agradecer..."
Atrasei o meu agradecimento e estava ficando mais aflita a cada dia que passava desde que a nossa querida mentora nos convidou mais uma vez para fazê-lo...não entendia porque...não conseguia organizar as lembranças deste ano... quase desisti, mas isso me fez sentir derrotada... NÃO, ISSO JAMAIS!!! Foi quando percebi que o real motivo dessa desorganização mental era TER MUITO A AGRADECER!!!!!

E, através das imagens (autista eu???) consegui me conectar ao fundo do meu coração e aí fluiu...
Eu agradeço a Deus por atender meu apelos e preces, deu-nos a mim e ao Carlos, o grande amor da minha vida, mais um tempo juntos.... e com nossos filhos amados Andre,Carol e Caco.
Agradeço por tantos amigos maravilhosos que se aproximaram mais ainda, não nos deixando sós, no momento mais difícil de nossa família... E dentre esses, claro, estão todos da nossa família azul de Santos, o GAA, que SEMPRE correm para ajudar e amparar a mim e a todos a quem precisam...em especial, um agradecimento a duas pessoas que estão ao meu lado há 3 anos, imbatíveis, firmes e fortes na luta por nossa singela "ong", Abigail Bueno e Eliana Claudia Pereira, que representam todo um verdadeiro pelotão de mães e educadores...
Agradeço muuuito e já não é de hj, a chegada de uma nova amiga e mãe azul, Ana Paula Chacur, que veio reforçar e preparar o "pelotão azul", na hora mais precisa!!
Agradeço por eu ter chegado à idade de ouro: meus 50 anos!! E por poder, finalmente, me Aposentar!!!!

Agradeço também ao Instituto Evolução, com toda a sua equipe e alunos queridos, por todo o cuidado e carinho com o nosso filho Carlos, fazendo-o mais feliz!! E jamais deixaria de lembrar e agradecer às queridas Mônica Ranciaro, Mari Ranci, Lucymara Nogueira Silva, Stephanie Ranciaro, do Colégio Interativo, por não desistirem dele, embora ele não esteja correspondendo como queríamos...
Ao MestreMárcio Capoeira Escola e sua maravilhosa equipe do Capoeira Escola, pelo empenho e carinho com o Caco e sua turma!!! E, no meio dessa turma ainda está mais uma a agradecer: a recém descobertav, prima Sabrina, que ficou suuuper feliz em saber que tem esse primo tbm como ela, muuuuito especial!!!!
Por fim, eu não posso deixar de agradecer pelo Autismo em minha vida!!! Sim, agradeço muito mesmo, pois sem isso eu nunca teria conhecido pessoas e famílias tão maravilhosas, amigas de longa data que me ensinaram e ensinam muito ainda: Marie, Haydée Freire Jacques, Ana Muniz Soninha, Gislaine Thomal, Seppe Penelope, Dircelei Pizzi, Marcia Lombo M, Márcia Madalozzo, Fausta Cristina Reis, Andréa Werner Bonoli, Cristina Alves, Tatiana Ksenhuk , EricHamblen, Tarita Inoue Oliveira Garcia, Claudia Takano, Marcia Carolei e etc etc etc...
Não tem como parar... São muitos motivos e pessoas que merecem o meu carinho eterno...
Então, prá encerrar, "Muito grata, Senhor, por eu poder agradecer!!!

Thanksgiving por Tarita Oliveira

"No início do ano cheguei à conclusão que o meu filho não era capaz de brincar com outras crianças. E apesar de todos os progressos apresentados ao longo desses dois anos de tratamento, a interação ainda era, a meu ver, praticamente nula. Por esta razão decidi logo de início instituir algumas medidas para alcançar esse objetivo. Foram meses e meses de tentativas frustradas, métodos não tão eficazes, investimentos em cursos, palestras, estudos e mais estudos. Nunca investi tanto em algo que não fosse ao âmbito profissional. Outras demandas foram aparecendo (como tudo no autismo) e “roubando” o espaço e a prioridade do brincar. O primeiro semestre foi marcado por crises alimentares severas. Mas nem por esta razão esmoreci! E mesmo com toda a correria que permeia o meu dia-a-dia (e quem sabe e convive ao meu lado revalida o fato de que cada segundo é sim precioso), pude desfrutar de alguns momentos mágicos e emocionantes. Sendo assim, gostaria de dividir com vocês a experiência das conquistas do meu Lucas durante este ano.
Recebemos em casa alguns amiguinhos da escola! Após uma reunião escolar e, conseqüentemente, através dela à compreensão e generosidade de alguns pais, pudemos realizar em nossa casa atividades direcionadas com as crianças. Foram tardes deliciosamente agradáveis e proveitosas, onde vivenciamos a experiência do que é ter amiguinhos, brincar com eles, aprender coisas novas, experimentar alimentos novos e socializar. Recebemos, além disso, amiguinhos fora da escola, com ou sem autismo, assim como seus pais e até mesmo seus terapeutas. Momentos únicos! Alguns fáceis outros nem tanto, mas todos indiscutivelmente produtivos e principalmente felizes.
Dentro desse clima de conquistas (sim conquistas! Mesmo sendo ainda muito pobre e sutil a interação, não deixa de ser um começo! E o começo abre portas, abre horizontes!) eu só tenho a agradecer por todos que contribuíram, mesmo que minimante, por todas essas conquistas!


Primeiramente gostaria de agradecer a Marie por todos seus ensinamentos e por mais uma vez ter me dado a oportunidade de estar hoje aqui agradecendo. Sua iniciativa é linda! Olhar para trás, analisar calmamente os fatos, filtrar e diluir todas as dificuldades e angústias ao longo de um ano todo é um exercício difícil. Faz-me pensar que as reclamações e lamentações em exagero (porque desabafo de vez em quando também é saudável. Não somos feitos para sermos isolados!) não nos acrescenta nada; assim como semear o otimismo é genuinamente nos permitir! Permitir-nos fazer aquilo que nos dá prazer, criarmos momentos de descanso e paz e delegar àqueles que podem e nos querem ajudar, promovendo desta forma a esperança de dias melhores.
Em segundo lugar gostaria de agradecer aos pais pela confiança e disponibilidade para nos ajudar, incentivando seus filhos a vivenciarem a experiência do brincar com o Lucas. Somos gratos por tamanha prova de amor e compaixão!


Agradecer a minha equipe! A equipe do Lucas! Terapeutas, professores, músicos. Já ouvíamos de um saudoso amigo: “Nenhum de nós é tão bom quanto todos nós juntos”. Não há dúvida de que a união dos nossos esforços, as trocas por email, whatsapp, reuniões, técnicas e metodologias, enfim, fizeram e fazem toda a diferença nas nossas vidas e no crescimento do nosso pequeno. Obrigada por estarem tão perto e serem tão disponíveis; obrigada por “comprarem” meus sonhos e permitirem que eles se realizem (ou não); obrigada pelos abraços nos momentos de tristeza e por cada grito de uhuuuuuu nas vitórias!
Agradecer aos amigos que o autismo nos proporcionou. Do Rio Grande do Sul à Estocolmo vocês fazem parte dessa grande família azul da qual tenho uma sorte imensa em fazer parte. E não há palavras para agradecer a cada gesto de carinho, de paciência e de solidariedade que recebemos este ano. Mães que eu mal conheço, mas que não hesitam em nos receber em suas vidas, que param um segundo se quer para responder um email. Aqui aprendo todos os dias o valor da solidariedade. Obrigada à Tatiana por nos inserir neste mundo através do grupo Amais SP. Quero agradecer em especial aos grupinhos do whatsapp pelo bom dia de todos os dias, pelas trocas de experiência de cada família, pelos aprendizados divididos, pelas palavras de força e alegria. Áurea, Paula, AnaLu, Cláudia Takano, Gislaine, Márcia e Milene; Cláudia Klein (amiga que tanto amo!!), Mariana, Flávia Maciel: muito obrigada por estarem presentes dia após dia!
Agradecer pela família que tenho, pela ajuda que recebemos sempre, pelas críticas e pelos elogios também que contribuem para lapidar o ego e me fazer uma pessoa melhor.
Agradecer ao Leonardo por caminhar pela vida ao meu lado por muitas vezes até mesmo me carregando em seus braços. Obrigada por ensinar que casamento não significa “e então felizes para sempre!”. Mas sim “Que bom que permanecemos juntos depois das tempestades!”.  Que cumplicidade, respeito e admiração são adjetivos presentes nas nossas vidas. Que bom! Que assim seja e permaneça! Amo você!
E por fim, agradecer a você Lucas por virar nossas vidas de ponta cabeça e deixá-la tão mais temperada que, o gosto de viver hoje é ainda maior. Com você aprendemos que há uma linha muito tênue entre a resiliência e a esperança, a aceitação e a perseverança; que tempo é uma questão de prioridade e que horizonte não tem limites para quem se arrisca a voar!  Te amo, te amo e te amo, meu filho! Heavy black heartHeavy black heartHeavy black heart


Que os desafios atuais possam ser atingidos e superados e que Deus me dê forças e alegria para alcançá-los com sabedoria!"

Tuesday, November 25, 2014

Thanksgiving por Claudia Zirbes

 
O que eu mais adoro deste convite da Marie, é o fato de nos obrigarmos a mudar o foco do problema para o prazer, da tristeza para a alegria, da dúvida  para a certeza, do futuro para o presente...E se conectar com tudo aquilo que nos foi dado e possivelmente esquecido entre a rotina insana do dia a dia.
E de fato eu tenho muito a agradecer!
Agradeço pela presença amorosa e dedicada dos meus pais na nossa vida.
Agradeço por tantas amizades verdadeiras que o autismo trouxe para minha vida.
Agradeço por ter sido escolhida a companhia da minha Isadora nos seus 15 anos em uma viagem de mãe e filha inesquecível.
Agradeço pela minha saúde e da minha família.
Agradeço pela confiança e amor da minha Giovanna, minha parceira de Yoga e das artes.
Agradeço a presença amável da Rose na nossa casa e seu carinho paciente com Gui.
Agradeço ao meu amor, Gustavo, que sempre dedica tempo para nós e nunca me permite esquecer quem somos um para o outro.
Agradeço a todas as pessoas que se desprendem de qualquer preconceito e recebem nosso Gui com tanto carinho. São vizinhos, colegas da  escola e seus familiares, amigos e família. 
Agradeço ao meu Guilherme, meu maior professor, minha maior transformação. Cada sorriso, cada abraço, cada palavra enchem meu coração do mais puro amor.
Obrigada amiga Marie, por me ouvir, me ajudar a encontrar caminhos e por não permitir que a distancia física nos distancie :-)
Happy Thanksgiving!!

Monday, November 24, 2014

Thanksgiving por Marcia Carolei




Fiquei pensando em como começaria a escrever, ai me lembrei que o principal assunto era o agradecimento, então parei de pensar nas coisas “difíceis e dolorosas” que aconteceram ao longo de 2014, até mesmo porque há alguns anos “coisas difíceis e dolorosas” vem ocorrendo ao longo desses últimos anos e agora o momento é de lembrar de agradecer pelas coisas boas, porque vejo que sempre acabamos nos esquecendo.

Então fiquei pensando e gostaria de agradecer muito a este grupo maravilhoso, porque costumo dizer que a minha vida se divide em duas etapas, antes do grupo e depois do grupo. Lembro quando escrevi para a Tatiana Ksenhuk e rapidamente ela respondeu meu email, foi ai que pensei nossa, ainda existem pessoas boas e solidárias. Tati te agradeço por você ter respondindo aquele email!

Quero agradecer ao amor da minha vida, que está comigo em todas as horas, sempre me apoiando e me dando forcas para seguir em frente, por ser tão otimista sempre, por ser calmo e me amar do jeito que eu sou. Lu te agradeço por você existir e fazer parte da minha vida!

Desde que o Eduardo nasceu, eu e o Luciano começamos a chamá-lo de pedacinho de vida, depois de vida, e sempre digo a ele que ele é a minha vida. Cada dia que passa tenho mais certeza disto,  te agradeco Eduardo por você ser a minha vida!

Meus pais, nossa como agradeco a existência deles, como é bom saber que quando preciso falar, chorar, resmungar, enfim eles estão sempre lá para me ouvir e me apoiar.

Quero agradecer aos padrinhos do Eduardo (Ana e Alejandro) que este ano nos proporcionaram momentos de tanto amor e felicidade.

Paula minha querida! Obrigada, obrigada e obrigada! Te agradeço por você atender o telefone para me ouvir chorar, por dividir a sua música, por você entender a falta de tempo que dificulta de nos vermos como gostaríamos e por você dividir a sua vida e as suas experiências comigo.

Marie, te agradeço por sempre ter uma palavra de apoio, um ombro, um colo, um aprendizado para dividir, uma risada para compartir, por estar sempre disponível, e por estar presente em nossas vidas! Você, o Lu e o Pedro estão sempre em nossos pensamentos e corações.

Quando vejo quantas pessoas tenho a agradecer, fico imensamente feliz em saber que mesmo com a correria do dia a dia, as coisas boas acontecem sim na minha vida, e que mesmo que a tendência seja lembrar somente das coisas ruins que aconteceram, vejo que as coisas boas foram muito maiores.

Então, mesmo não citando aqui todas estas pessoas que eu gostaria de agradecer, agradeço de coração pois neste momento cada uma delas vem a minha mente.

A cada dia que passa tenho aprendido mais e mais que .....FELICIDADE É O QUE SE PODE TER, e sou imensamente grata.

Happy Thanksgiving

Sunday, November 16, 2014

Thanksgiving por Ana Muniz



Fechando um ciclo... foi com este sentimento que comecei 2014! Ou seja, desde o inicio deste ano, eu tinha na boca um sabor de despedida. Talvez, pelo fato de ser o ultimo ano do meu guri no fundamental I, e com isto todas as incertezas de 2015 já me atormentavam lá nos primeiros dias de 2014. Talvez pela infância que esta chegando ao fim, e a adolescência que vem surgindo devagar, mas com uma força impressionante nas mudanças da personalidade. Talvez! Talvez! São tantas as incertezas! Eu me lembro destas mesmas incertezas há 8 anos atrás, quando eu e meu marido recebemos o diagnóstico de autismo. De lá pra cá, como toda família azul, nós mergulhamos de cabeça no “autismo” para ajudar meu filho a superar suas dificuldades. E temos, desde então, vivido nossa trajetória repleta de surpresas e grandes desafios. Desafios, que muitas vezes só foram superados pelo fato de termos tido o apoio de família, terapeutas, professores, profissionais, e amigos; onde muitos deles são “amigos virtuais” que conhecemos nos grupos online. Esta rica troca de experiência e suporte, até hoje, tem colaborado para o desenvolvimento do meu filho. E é para todos vocês que mais uma vez quero deixar minha mensagem de agradecimento por mais um ano de conquistas. 




Muito obrigado por fazerem parte de nosso dia a dia. Muito obrigada pelo carinho, e por toda a energia positiva que recebemos de cada um de vocês. Agradeço em especial, as mães autistas do grupo Amais São Carlos pelas boas gargalhadas dos nossos encontros. E as famílias da Escola Planeta Kids pela deliciosa convivência, momentos que serão eternamente inesquecíveis. E aos meus dois grandes amores: meu filho e meu esposo, por todos os dias da minha existência. Eu amo muito vcs! Para 2015, muita luz e coragem para todos nós!


 

Saturday, November 15, 2014

Thanksgiving por Marie Dorión





O maior agradecimento deste ano é que a vida continua ...
 
Um ano de sustos na saúde mas de várias conquistas no cotidiano.
 
O Pedro crescendo e sendo possível vibrar com ele a entrada na pré-adolescencia  (e o cheiro de suvaco que gerou muitas gargalhadas e que o Luís me corrige: "Mãe, odor nas axilas!"). Os hormônios que ajudam a abrir portas pra organizar sua fala, sua presença, sua vontade de estar junto. Aos poucos os meus medos da adolescência vão se dissipando, não tenho a ilusão que será fácil, mas não precisa ser uma fase sombria.
 
O Luís e seu ponto de vista do mundo, das questões "Greenpeace", transborda compaixão ...

Só agradecer muito tê-los na minha vida, no meu cotidiano que ainda tem seus piques, cansaço e correria mas é cheio de "I love you".
 
Agradecer aos amigos que seguram minha mão nos momentos de fragilidade, que este ano não foram poucos, mas a fragilidade também nos torna mais humanos, agradecer aos amigos que me fazem rir nos momentos mais difíceis, aos amigos que procuraram meu ombro por conforto e me fizeram sentir útil,  a todos os "I love you" que eu recebi este ano porque sem esse açúcar a vida ficaria amarga :-)
 
A energia que me tira todas as manhãs da cama, ao café na hora do almoço que faz eu cumprir a agenda da tarde, e ao sono dos anjos que abençoa as minhas noites.


A minha querida Tatiana Ksenhuk por todo o cuidado e carinho por mim nas últimas semanas e sempre, você sai da categoria de irmã e entra na de mãe ;-)

Em especial aos agradecimentos desta semana, que bonito que é ver que de alguma forma, apesar da distância, da correria, estamos todas ligadas pelo coração. I love you all, mães que são mulheres, amigas, companheiras e sonhadoras com os pés nos chão! 




"Cada alegria desfaz algum nó
Não é preciso entender as paixões
Cada manhã vai te encontrar
Mesmo sem você querer
Mesmo se o sono durar
Sim cabe ao amor te aliviar
Do que te cansa
Sai dança no sol solta tua voz
Que a luz te alcança
Dança, dança ..." - Oswando Montenegro
 
 
Marie Dorión
 

Friday, November 14, 2014

Thanksgiving por Claudia T. Novoa



Há dois anos participo deste grupo e deste thanksgiving tão bacana, que nos faz refletir sobre o quanto temos a agradecer.

Agradeço pela alegria que o convívio com minha familia e meus amigos me dão, agradeço pela minha saúde e disposiçao, agradeço pela realização que encontro em minha profissão.

Agradeço sobretudo ao presente da minha vida, meu filho Fernando.

Filho, desde a descoberta do autismo você virou minha vida de cabeça para baixo e me mostrou que eu não sabia de nada... Eu, que estava tão certa que sabia de tudo: era só me dedicar a te educar com amor e atenção, limites e responsabilidade, e tudo daria certo. Você cresceria muito bem-comportado, equilibrado, um exemplo! não foi assim que os bisavós ensinaram para o vovô e vovó e eles para a mamãe? Seja sempre educado, não faça bagunça, não chame atençao. Aí chega você e ensina a mamãe a encarar os olhares curiosos e por vezes tortos sobre você com serenidade, de cabeça erguida, e sim, com orgulho!

E o combinado não era se destacar e ser reconhecido pelo ótimo desempenho e sucesso alcançados com dedicação e esforço? Não foi assim transmitido de geração em geração e não foi assim que o Ditiam e a Batiam (avós) sobreviveram aqui no Brasil? Mas não. Chega você tão diferente para escancarar que somos todos iguais em nossa imperfeição. Cada um com suas dificuldades e suas habilidades, ninguém melhor que ninguém. E hoje sei que pouco importa até onde você chegue, o que importa é eu poder estar a seu lado, te ajudando em cada passo, em cada tropeço. O que importa é que você seja feliz nesta jornada e que possa desfrutar de boas companhias e de amizades verdadeiras.

E sou muito grata porque neste ano convivemos com pessoas tão diferentes, mas iguais no carinho e dedicação que têm com você. E elas têm te ensinado a importância da convivência, do afeto, do relacionamento, da tolerância...

E afinal não é isso que importa e faz a vida valer a pena?

Agradeço pelas mães especiais e queridas que conheci nestes dois anos e das quais tenho muito orgulho de ser amiga (Marie Dorion e todas do grupo)

E por fim agradeço especialmente ao Marcelo Novoa, maridão, paizão e companheiro de todas as horas... e que por tantas vezes me mostrou que a resposta não estava em nenhuma teoria ou livro, mas no amor e na intuição.

Thursday, November 13, 2014

Thanksgiving or Cristina Alves


Este ano quero agradecer principalmente cada minuto, o momento presente, porque é mesmo um presente de Deus. 

Quero agradecer cada momento que vivo com meus filhos, meus familiares, meus amigos.

Quero agradecer todas as risadas largas, todas as brincadeiras, todas as mensagens dos amigos, telefonemas e até o chato do whats que esqueço que existe e de responder.

Quero agradecer pelos momentos que vivi com meu pai, minha mãe, meu marido e meu irmão Edison, que já estão com Deus, mas de lá sei que torcem por nós.

Quero agradecer imensamente pelo meus filhos Raquel e Paulo, pelo caráter e valores que eles tem. 

Quero agradecer porque a Raquel é dedicada e esforçada na faculdade e o Paulo que este ano está acabando o ensino médio e ambos tem se superado a cada dia e são ótimas pessoas. Como é bom ter contribuido com pessoas boas para o mundo!

Quero agradecer pelos meus irmãos Lourdes, minha irmã-mãe, e pelo Luiz e suas piadas debochadas que tanto nos faz rir. Agradeço minha cunhada Helena que ama tanto o meu irmão.
Um agradecimento super especial a Luiza e ao Fernando (cunhados do meu irmão) que estão nos apoiando tanto.

Um super agradecimento às amigas, amigos e familiares, que nem ouso citar os nomes, porque correria o risco de esquecer alguem. Cada momento com cada um é muito especial e é sempre um presente e penso sempre neles, mesmo que as vezes não possamos nos ver todos os dias.

Ah! Quero agradecer o dia de hoje, nosso jogo de UNO divertido, a chuva que caiu e que espero continue todos os dias até que normnalize as represas.

Um agradecimento especial às minhas amigas que sempre agradecem, especialmente a Marie, que todo ano nos lembra de agradecer.
Beijos

Thanksgiving por Dircelei Pizzi



Assim que meu relógio despertou, levantei e foi até o quarto dos meus filhos e vê-los ali dormindo já motivo de sobra para agradecer. Há um ano e meio quase perdi os dois, Augusto em um grave acidente de carro, Henrique e minha sobrinha ao cairem de uma cobertura. Foram dias difíceis, entre hospital e delegacia  mas que graças a Deus passou.

As dores que ainda tenho no corpo ,causadas pelo estresse pós traumático,  são elas que fazem lembrar que eu também preciso de colo.

As lágrimas que derramei...Foram elas que limparam meus olhos para mostrar que mesmo depois da tempestade o sol volta a brilhar!

Ao meu marido, pelo amor , carinho e dedicação. 

Aos meus amigos e familiares,  pelos belos momentos que passamos junto. 

Ao meus pais ....Esses não a palavra melhor para agradecê-los do que um EU AMO VOCÊS.


Wednesday, November 12, 2014

Thanksgiving por Dayse Lima Silva




Seguindo a tradição de agradecimentos ...

Primeiramente agradecer a Deus pela vida e saúde de minha família e amigos! 

Neste ano que passou tenho muito a agradecer, Deus me deu a chance de fazer uma cirurgia que necessitava  a 8 anos!!! E correu tudo bem!

Um sonho antigo está se tornando realidade um grupo de pais de autistas, um grupo de apoio, com encontros,  compartilhamento de alegrias, tristezas, progressos, decepções, muitas amizades novas!!  

E o grupo Amais Contagem está completando um ano de fundação, e vamo que vamo porque juntos podemos mais!!

Agradeço  os progressos do meu filho autista lindo, aos profissionais que trabalham por ele e com ele!

Muito grata Marie e todas do nosso antigo grupo “família” todas me ensinaram e ainda ensinam muito, cada uma de vocês ( não vou citar nomes pra não esquecer ninguém... a cabeça a cada ano fica mais “avoada” rsrsrs) todas  tem um lugar muito especial no meu coração!

Feliz dia de ação de graças a todos!

Dayse  mãe do Hugo 9 anos! - Autista   e Renan 24 anos! e do Miguel com "3 aninhos"  Contagem / MG

Thanksgiving por Tatiana Ksenhuk



Há tanto corre-corre, tanto pra fazer, tantos problemas a serem resolvidos… O dia parece curto demais e quando chega a hora de descansar, esgotados, já começamos a pensar no que temos que fazer no dia seguinte.

Em meio a tudo isso, é tão fácil deixarmos escapar tudo de bom que acontece, do simples ao complexo... Agradecer por tudo que deu certo e também pelo que não deu... pelo que fugiu do nosso controle, por alguma surpresa desagradável mas que de alguma forma acrescentou. Agradecer pelos livramentos, pela vida!

Agradeço pela paz, pelas mudanças em vários aspectos que aconteceram este ano na nossa família que me fizeram enxergar e distinguir o que realmente é importante e faz sentido, e assim viver de forma mais objetiva.

Nossas crianças estão numa fase diferente, ter 3 adolescentes em casa é uma montanha russa de emoções (rsrs)! Apesar disto, vê-los com o carater formado, com os valores que ensinamos nítidos nas suas atitudes é muito gratificante. Nosso pequeno é uma figura rara, divertido, amoroso, conquista os corações. As meninas duas mocinhas dedicadas, que se importam muito com a família, que tem orgulho da nossa história. São nossas princesas.

O autismo nos meninos continua bem claro diariamente em muitas situações, mas até isso mudou, são desafios novos, comemorações de novas conquistas também. Eu não sei como seria nossa vida sem estes desafios... algumas situações novas nos fizeram rir nos últimos meses, são coisas sérias mas que ao mesmo tempo tem um tom engraçado. A todas as pessoas que conhecemos, que convivemos, por quem vibramos, quem nos ajuda, nos dá suporte, pelos projetos que envolvem o autismo... sempre tenho uma enorme gratidão por todos e por tudo.
Se a vida é mesmo movimento, então estamos vivendo com muita intensidade, graças a Deus nossa vida não é nada monótona!

Agradeço ao meu esposo por ser um homem corajoso, muito trabalhador, bondoso, que tem uma responsabilidade imensa mas que está sempre buscando meios de demonstrar seu amor por nós diariamente. Por me dar a oportunidade de criar nossos filhos de forma integral. Isso é precioso para qualquer mãe! Pela sua amizade, cumplicidade, seu sorriso em meio as dificuldades, sua música que envolve nosso lar. Agradeço a Deus pela saude, pelos momentos em família que vivemos, pela viagem tão especial em janeiro, por todo carinho e respeito que temos uns pelos outros, por podermos sentar numa mesa, comermos juntos, sentirmos o calor de um lar. Pelo conforto que temos. Por todas as 'cores' que compõe meu dia, pela diversidade de temperamentos que temos em casa e que me dão energia para sorrir, para continuar sempre! Pela família de perto e de longe que está presente pelo whatsapp, facebook, a gente se curte e se apoia semanalmente rsrs.

Pelos contornos e listras coloridas do Lucas que sempre me trazem alegria, leveza e elevam meus pensamentos com intensidade...

Também agradeço pelas amigas, por aquela mais chegada que uma irmã, pelos momentos que sorrimos ou que choramos, pelo abraço, pelo apoio, pela presença... pelos sonhos que compartilhamos, pela força que tudo isso me traz, pelos sentimentos de doçura, respeito, torcida, reciprocidade, sempre presente entre nós. Eu sou privilegiada...

Me sinto muito abençoada por toda diversidade que me rodeia. Meu coração é grato a Deus, amo minha vida, minha família, meus amigos e tudo que tenho recebido, não mereço... mas com toda certeza eu agradeço nesta linda oportunidade de relembrar... Que em 2015 tenhamos tudo isso e mais um pouco, sabendo receber de forma honrosa, nos alegrando, e compartilhando :-)

Tuesday, November 11, 2014

Thanksgiving por Cintia Bueno Rangel




No início deste ano tive uma crise de ansiedade, os médicos dão este nome para reações desconfortáveis  que o corpo emite - em resposta há níveis elevados de ansiedade, mas eu prefiro chamar isso de crise de tristeza, isso mesmo, eu tive uma dessas em 2013 também (após a notícia do diagnóstico do Filipe). Tudo por conta  de uma angustia que me corroía, eu continuava com o desejo incontido de arrancar o autismo do Filipe, com a ajuda de Deus  - mas com minhas próprias mãos também se fosse necessário (confesso que às vezes ainda me pego nisso, mas depois volto ao normal rs). Por outro lado, acredito que este desejo também funciona como algo que te move a fazer coisas inimagináveis para poder ajudar um filho, então também tem o um lado bom nisso, guardadas devidas proporções.
Lidamos também com a dor do preconceito (e que gosto amargo!), da indiferença, da solidão, MAS...., que bom que sempre existe um MAS, os dias cinzentos foram se dissipando, porque passei a prestar mais atenção nas coisas boas que nos acontecem diariamente, gota a gota, porque é claro nem todos os dias são bons, mas um coração agradecido faz brotar água em desertos áridos.
Recordo-me de ter escrito há pouco mais de um ano a seguinte frase: “uma corrida de mil milhas começa com o primeiro passo”... Desde o diagnóstico do nosso filho demos muitos passos... e retrocedemos alguns, mas os ganhos foram sempre maiores nesta corrida. Temos a cada dia visto a evolução do Filipe, e CREIO na poderosa mão de Deus guiando cada passo nosso.
Sou grata por cada monossílaba que passamos a ouvir diariamente da boca do Filipe, pelas pequenas frases que vão se formando (pensar que ele sequer balbuciava, tampouco conseguia apontar), vê-lo se comunicando conosco é um verdadeiro bálsamo para nosso coração. Agradeço ainda, por cada abraço apertado que ele nos dá, por cada olhar dele disparado na nossa direção, por ouvir suas gargalhadas, por vê-lo mais próximo do irmão (do jeito dele), mais cada dia mais próximo, todas estas coisas tornaram meus dias muito especiais!
Sou grata pelos bons homens e mulheres que foram colocados em nosso caminho ao longo deste ano para nos amar e ajudar,  pessoas extraordinárias nos foram acrescentadas!
Sou grata por ter cantado parabéns aos nossos filhos e por poder ver a alegria estampada no rostinho deles por aquele momento!
Sou grata pelo cuidado de Deus sobre a saúde do nosso filho Davi quando ficou internado, e pelos amigos que nos ajudaram, pelas visitas no hospital, pelo carinho de tantas pessoas... por todos os gestos de amor que o Davi nos demonstrou ao longo de todo este ano! Foi incrível  vê-lo participar de sua formatura do Jardim da Infância.
Sou grata por poder ver a evolução no desenvolvimento dos filhos de outras mães  que Deus me deu como amigas, pessoas lindas! vibrei com as conquistas delas – isto nos inspira!
Sou grata por ter ouvido todos os dias Eu te amo do meu marido e dos meus filhos, e pelo privilégio de poder dizer isso a eles também. Por todas as coisas e lugares belos que meus olhos puderam contemplar, por cada piquenique feito em família, por todos os banhos de mangueira que presenciei dos meus filhos e por tentar levar a vida de um jeito divertido! Isso é possível! Eu realmente dou valor a este tipo de coisa...
Enfim, sou imensamente grata por ter dado a volta por cima nos dias que em que não havia contentamento e por viver com gana os dias bons – e foram muitos!  E assim que desejo viver meus dias em 2015, com muita vontade de ser e de fazer os outros felizes!

Thanksgiving por Haydée Jacques


Mais um ano passou e aqui estou fazendo um apanhado dos motivos que tenho para agradecer.


Bem, tenho meu marido, companheiro de todas as horas, há mais de 25 anos. Como não me sentir grata? Nosso filho mais velho que bateu asas do ninho paterno e tem seu prórpio cantinho: feliz ele, felizes nós, certo? Nosso caçula, nosso autista, continua evoluindo, em seu tempo e ritmo, incessantemente. Através do autismo conheci pessoas especiais, nossas vidas são muito mais plenas e ricas graças a ele. Como não agradecer,não é mesmo?


Mas, na verdade tenho um grande motivo para agradecer ao Criador, sempre e sempre: o fato de estar aqui agradecendo. Afinal estou viva para agradecer, não é mesmo? A vida sempre vale a pena.


Não acredito em anos bons e anos ruins. Todos os anos são bons, a vida não é sobre o quão festiva ela é, mas sobre o quanto aprendemos e nos tornamos pessoas melhores, fazendo a diferença na vida dos outros. Sendo assim, todos os anos são bons, ainda que possamos não ser suficientemente sábias para nos apercebermos disso.


Há sim, anos mais ou menos difícies. Os anos difíceis geralmente são os melhores.


Esse ano de 2014 foi dificílimo.


Sofri a maior perda que jamais tive ao longo dos meus 60 anos. Perdi
meu pai, minha referência de ser humano, meu esteio moral desde sempre. Muito difícil. Aprendi que a dor fere, quase nos paralisa, mas a vida segue e nós com ela. Vamos capengando, lastimando a ausência do ser querido, mas vamos em frente.


Aprendi,com uma tragédia brutal, ocorrida com a família de minha mais antiga amiga, que somos fortes, muito fortes. Não nos deixamos desintegrar ou esfacelar, apesar da barbárie. Nos unimos,nos apoiamos, nos confortamos, e seguimos em frente, pela vida afora, nos escorando
mutuamente. Até que um belo dia já conseguimos andar sozinhos. Nunca mais como antes, mas da melhor forma possível. A melhor forma possível, acreditem, é o melhor naquelas circunstâncias.


Aprendi que nada é permanente. Que atividades que nos deram muito prazer e ganho podem, em algum momento, não mais serem possíveis em nossa vida. A vida segue, nós mudamos e nossos interesses e necessidades também serão outros. Tudo na vida é dinâmico. Esse impositivo, eventualmente, nos constrange a fazer escolhas nem sempre fáceis. Mas sobrevivemos, a vida segue e nós com ela. E seguimos bem, acreditem.


Aprendi, finalmente, que meus recursos físicos são finitos. Aprendi que meu corpo, sábio em sua profunda natureza, se rebela quando não aceito suas limitações. Recusei-me a diminuir o ritmo, imaginando-me muito poderosa, e meu organismo resolveu a questão, parando e refazendo-se. E eu, sem outra opção, aceitei, reconheci-me frágil e segui em frente, mais vagarosamente, mais compassivamente, pois que a vida segue e eu sigo com ela.


Então, vejam, não só esse ano foi nuito difícil,como foi o ano mais importante vivido por mim até hoje. Aprendi lições duras e necessárias.


Sou uma pessoa melhor hoje do que ontem? Talvez.


Estou mais em paz comigo mesma? Nem sempre.


Mas, de uma forma sutil, estou mais sábia hoje do que ontem. Conheço-me mais e melhor. Esse conhecimento ajuda na jornada que me resta, ao longo da estrada da vida.


Por isso, como não agradecer? A vida traz em seu bojo, mercê da bondade infinita de Deus, a solução necessária. Só precisamos viver, com vontade, com gana! A cada ano estaremos não somente diferentes, mas estaremos melhores. Sempre digo, as coisas sempre melhoram! E, por
essa certeza, eu agradeço, de todo coração!

Thanksgiving por Gislaine Bueno


Eita que já passou mais um ano!!!
Me sinto muito privilegiada em ter participado desse momento há 4 anos quando resolvemos escrever pra agradecer as coisas que aconteceram com a gente no ultimo ano!


Agradeço pela vida que tenho! As vezes corrida, atarefada, sombria em alguns pontos, mas sempre, sempre, alegre!
Esse ano foi muito especial pra mim. Agradeço por ver meu filho crescer com saúde, sorridente, amoroso, mais atento a tudo que acontece perto dele.

Mudamos de escola esse ano, e eu agradeço a Deus por essa oportunidade que foi tão sombria pra mim no começo. Eu só tenho a agradecer gente...de verdade! Meu filho cresceu, se tornou independente e consegue fazer suas coisas pessoais sozinho. E tudo isso porque eu permiti que ele amadurecesse.

Como não agradecer pela oportunidade que tivemos na escola de natação que o aceitou? Que alegria ver aquele menino que poderia ser um peixe em outra vida, podendo desfrutar de atividades normais a qualquer criança! Ele ama as aulas de natação e tem até, do jeitinho dele, feito amigos!!!
Agradeço aos meus amigos e ao namorado, por tantas viagens e momentos de cumplicidade. Somos de verdade mais que uma família, que curte os momentos bons e ruins até a ultima gota! Sempre juntos...

Esse ano, em especial, também agradeço à chegada da minha sobrinha Isabella. Quanta alegria poder participar desse momento tão especial. E meu coração explode de alegria em ver o carinho que o Matheus tem por ela. Inclusive lembrando dela quando vai em lojas de brinquedo e “comprando” um presentinho pra ela!

Descobrimos mais algumas alergias do Matheus (corantes e conservantes) e foi um momento bem complicado pra mim. Mas como eu sempre escuto, tudo tem sempre seu lado bom. Apesar da dificuldade, me adaptei a essa nova realidade e hoje a alimentação dele mudou. Somos quase naturebas e ele ama brócolis e salsinha|cebolinha...Como não agradecer?

Aos poucos, quando paro pra pensar em todos os pontos que devo agradecer, minha cabeça borbulha.. São tantas coisas!

Meu emprego, que mais uma vez, teve uma reviravolta e tive a oportunidade de voltar a fazer o que eu sempre fiz e amo. Planejamento e Gerenciamento de situações...Planejadas ou Não.
Mera coincidência não? Prefiro ver meu copo como meio cheio e mais uma vez, agradecer! Como teria sido minha vida pós diagnositco do autismo se minha cabeça não funcionasse dessa forma tão flexível? Já estaria num hospício...posso garantir!

Agradeço todos os dias, incessantemente pela Mãe que tenho. Ô pessoinha abençoada! Pensa sempre em mim e no Matheus. Sempre que pode, está conosco e fazendo com que o Matheus me fale tchau quando ela chega, rsss
Como não agradecer por ver o amor que ele tem por ela? Como não agradecer pela cumplicidade que eles tem? Como não agradecer pela sua preocupação, pelo seu cuidado, pelos detalhes, por ela conhecer minha voz ao telefone e perceber que algo não vai bem? Grata a você mama, por esse amor que nos preenche!

Tambem agradeço pelos imprevistos que a vida me “da” de presente... Passei o ano de 2014 sem carro. Puxa, como foi complicado. Se com um carro, já é difícil planejar tudo...toda saída, todas as coisas que preciso prever, imagina a pé.... Grata! Grata porque pude aprender mais uma coisa, na pele... Resiliência!  Daí vou procurar o significado dessa palavrinha na íntegra e vejam vocês: Resiliência significa a habilidade de persistir nos momentos difíceis mantendo a esperança e a saúde mental. Pessoas altamente resilientes, tornam-se mais fortes após situações difíceis. Porquê isso acontece?  Porque elas desenvolvem confiança em si mesmas aprendendo novas formas de lidar com os eventos. Não preciso falar nada, não é mesmo?

Adoro essa data, porque sempre paro, por uma hora que seja, pra lembrar das coisas que me tornaram mais fortes. Coisas essas que me motivam a ser melhor!

E por ultimo e não menos importante, agradeço a Deus pela sabedoria. Sabedoria essa que tem me mostrado quando devo ou não insistir em alguma coisa ou quando devo mergulhar de cabeça!

Um beijão bem carinhoso, dessa mãe orgulhosa demais..
Ao infinito e além! Sempre!

Monday, November 10, 2014

Thanksgiving por Márcia Madalozzo

Este ano tem sido muito especial. Muito feliz com os progressos das minhas meninas, cada uma com seus desafio e eu, intensamente e com muito entusiasmo vivendo isso com elas. 

Mariana, cada vez mais empenhada para almejar seus sonhos e sua carreira e Júlia me deixando sonhar alto,  com uma doçura e alegria que me fazem agradecer diariamente por me deixar viver essa experiência tão intensa que é ser mãe de uma menina extraordinária....e com autismo. 

Quero agradecer esse ano tudo o que vivi e tb o que ainda tenho certeza que ainda viverei. 

Agradecer as pessoas que conheci, as que me ajudaram e me ajudam a até àquelas que ainda cruzarão o meu caminho, que serão muitas. 

Agradecer a minha família, meu marido, meu genrinho,  amigos , profissionais, professores e escola e a todos que acompanham  a nossa caminhada e que torcem para sermos felizes....afinal....isso é o mais importante.  

Agradecer aos muitos amigos virtuais que são mais reais muitas vezes que aqueles que tenho bem pertinho. 

Agradecer as crianças....ahhhhh, as crianças. Vocês não sabem o valor que tem na minha vida e na vida da Júlia cada vez que se aproximam, que tentam uma conversa, que ajudam e dão apoio e incentivam...muito bom ter vocês por perto. 

Agora é avançar para 2015, tendo alguns objetivos já traçados e torcendo para que ao menos metade deles se concretizem com sucesso!

Thanksgiving !
Um abração com muito carinho e agradecimento :)

M@rcia Madalozzo