Tuesday, December 13, 2011

Uso do banheiro

Desfraldar pode ser um dos momentos mais surpreendentes do desenvolvimento dos nossos filhos. Alguns surpreendem positivamente e a coisa flui numa tranquilidade, mas em outros casos muitos contratempos podem acontecer.
Com o Pedro foi a base de muitas lágrimas, de ambos os lados até descobrirmos uma maneira que funcionásse.
Primeiro nós optamos por colocar o Pedro no banheiro de 20 em 20 minutos, mas não tivemos sucesso de nem uma única gota de xixi no vaso e assim não conseguimos premiá-lo e como o comportamento esperado não acontecia, não havia maneira de explicar a ele que era aquilo que nós esperávamos dele.
Comprei bonecos q fazem xixi, o boneco fazia xixi no vaso e daí eu dizia ao Pedro que era a vez dele, e nada ..... ele até fazia o boneco fazer o xixi, mas o dele não vinha.
Então decidimos sentar o Pedro no vaso, dando muita água até q ele fizesse o xixi, nota que eu trocava a cueca de constantemente pq sempre estava molhada, então, seguindo a lógica, se ele ficasse tempo suficiente sentado no vaso, o tal xixi viria naturalmente. Ledo engano, foram horas tomando água, lágrimas de ambos os lados até que eu desisti e deixei ele sair do vaso e a porta do banheiro ele fez TODO o xixi do mundo.
Atonita, eu já não sabia mais o que fazer, eu já estava na terceira semana de tentativas por um xixi no vaso e nada, o Pedro tinha 24 cuecas e eu tinha q lavar no meio do dia porque senão faltava cueca limpa.
Então veio uma outra idéia, ao invés de premiá-lo pelo xixi no vaso, resolvi valorizar as cuecas secas e limpas assim deixaríamos nosso campo de batalha, o vaso sanitário, num segundo plano.
Foi simples, só requereu um pouco de paciência, mas acho que assim fica mais fácil da crinaça pegar a idéia.
Nós levavamos o Pedro de 20 em 20 minutos ao banheiro e cada vez q ele estava seco nós premiávamos com elogios (sempre) "você esté limpo e seco, que bom, viva!" o elogio social sempre deve acompanhar qualquer outro prêmio e quanto mais especifica for a linguagem, melhor, dizer um "muito bem!" não ressalta: muito bem o quê? Então é melhor usar um "Viva, você está seco! Ou qualquer coisa do tipo que ressalte o que você está elogiando. No começo há a necessidade do uso de um reforçoo tangível, que no caso do Pedro era um vídeo de alfabeto na linguagem dos sinais eu coloquei um dvd portátil no banheiro e ele só tinha acesso a esse prêmio dentro do banheiro quando eu checava se ele estava seco.
Se ele fazia xixi nas calcas teria q esperar molhado até a próxima checada para eu trocá-lo, como era de 20 em 20 minutos, ele nunca passaria mais de 20 minutos molhado, por isso não é o fim do mundo, e quando ele estava molhado, eu sentava ele no vaso e trocava a roupa dele, mas ele não ganhava o prêmio. Depois de 3 dias nessa tática nos conseguimos os primeiros xixis expontaneos no vaso, aí ele ganhava um pedacinho de bolacha (pelo xixi) e o video (por estar seco) além de muitos beijos e elogios.
Então comecei a espassar as checadas para cada 30 minutos e assim aumentando. Ficamos um bom tempo de hora em hora e depois mais uns meses de 2 em 2 horas. Quando ele já se mantinha seco a maior parte dos dias, colocamos o xixi na rotina, então ele sabia que teria aqueles horários para ir ao banheiro. Nós começamos o treino do banheiro em junho de 2007.
O cocô foi outra novela, ele tinha um local de preferência para o cocô que era no jardim, quando mudamos de casa ele passou a fazer olhando pela janela ou brincando com alguns brinquedos específicos, quando notei isso, fiz um livrinho baseado nas histórias sociais para ajudá-lo a entender que o cocô não era naqueles locais, mas no banheiro. Foram algumas tentativas de histórias sociais. Também aliei o incômodo do cocô na cueca, fazendo esse incômodo ainda mais incômodo. Qunado ele fazia cocô no andar de baixo, trocava ele no banheiro de cima, fazendo ele andar com o cocô pesando na cueca, quando ele fazia no andar de cima, a troca era feita no banheiro de baixo. Assim, antes nós carregávamos ele ao banheiro para a troca, com o aumento do incômodo, aumentou também a motivação pelo uso do vaso sanitário para fazer cocô.
Foram alguns anos de inconstância do uso do banheiro, de sair com trocas de roupas, de ficar de olho, em 2010 conseguimos a normalidade nessa questão, inclusive o desfraldar noturno.


Já com o Luís a questão foi outra, ele tinha fobia de banheiro, de sentar no vaso, do barulho da descarga .... comecei sentando ele de roupa no meu colo no vaso sanitário, brincávamos lá, depois foi a vez dele sentar no vaso, com roupa mesmo, por 1 segundo, 5 segundos, 10 segundos .... depois só de fralda, também na contagem, depois nú ..... e daí conseguimos o desfralde.
Dar a descarga veio bem depois, só quando o uso do banheiro estava constante, outra questão que tivemos com o Luís foi a recusa de usar o banheiro fora de casa e daí eu tive que fazer o mesmo nos banheiros de loja, sentar ele no meu colo com roupa, sem roupa e finalmente ele sentar, nessa época eu ia à lojas só para treinar o banheiro, todos os dias.

20 comments:

  1. A nossa experiência com o Isaque que está com 3 anos e meio é muito parecida com a sua experiência com o Pedro. Ficamos todo tempo perguntando se ele quer ir ao banheiro, e geralmente ele responde com um resmungado, querendo dizer que não. Quando ele topa ir no banheiro na boa, é porque já está apertado. Mas se distraímos e esquecemos de perguntar, ele faz na cueca mesmo. Estamos preocupados porque em 2012 ele vai para a escolinha, e não sei como vai ser lá, e todo o trabalho que tivemos até agora, pode ir pela "descarga".

    ReplyDelete
  2. Marcelo, tente não perguntar, nós perguntamos demais e isso além de confundir nossas crianças, abrimos a chance de levar um não :-)
    Chame seu filho para ir ao banheiro, "hora de ir fazer xixi", e vá anotando qual o intervalo q ele realmente faz, ou quais momentos do dia, se sempre sepois do almoço ou se é de 2 em 2 horas, com isso vc já terá um esquema para auxiliar a escola quando ele começar avisando a professora q ele deve ser levado ao banheiro sempre depois do lanche ou de x em x horas.
    Sempre enfatize o fato dele estar seco e limpinho.

    ReplyDelete
  3. Marie, qual a idade que os meninos tinham quando vc começou o desfralde? Pergunto isso, pq o Gael tem 2 anos e meio, porém eu trabalho o dia todo...ai fica dificil. Estou querendo começar esse processo em dez, qdo eu entro de férias. Mas ainda assim, acho ele imaturo. bjs

    ReplyDelete
    Replies
    1. O Pedro estava com 4 anos e o Luís com 2 anos e 8 meses.

      Delete
  4. Marie,
    Adorei seu post, me deu fôlego pra continuar por aqui, meu filho está com 2 anos e 10 meses, mas, tem pavor ao vaso. Continuarei tentando, é bom ver outros exemplos como o seu, porque sabemos que uma hora vai dar certo!

    Por favor, escreva tb sobre a higiene bucal, em casa é terrível! E ele já está com 2 cáries, a dentista quer tratar e mandou usar pasta com flúor, sendo que ele não cospe! Para tratar, teríamos que sedá-lo, porque contê-lo, não sei se seria suficiente, fora q o trauma seria maior ainda do q ele já tem com a dentista.

    Obrigada desde já!

    ReplyDelete
    Replies
    1. http://www.umavozparaoautismo.blogspot.com.br/2012/08/escovar-os-dentes.html

      Delete
  5. Comecei a desfraldar meu filho o ano passado nas ferias, claro que foi tarde ele já está com 7 anos e fará 8 no mes de agosto. Isso porque escutávamos muito algumas pessoas da escola dele dizendo pra chegar no momento certo.Ele vai ao banheiro somente quando levo, faz muito xixi na calça e assim tem várias calças e cuecas, é bem cansativo, mas estou sendo persistente pois acredito muito nele.Ele é autista com encefalopatia crõnica e não verbal, acredito que por isso a dificuldade. Gostaria de saber, quanto tempo mais ou menos é necessário no caso dele? Obrigada

    ReplyDelete
    Replies
    1. Eu não tenho como responder qto tempo vai levar o desfralde completo, depende de vários fatores, inclusive de como o desfralde está sendo feito e da neurologia do seu filho. O desfralde completo do meu mais velho, em q pudemos deixar de levar roupas extras a todos os lugares, foi mais de 1 ano para o diurno, e pelo menos 2 anos para o noturno.
      Vale tentar a premiação por estar seco, ao invés das vezes q vai ao banheiro.

      Delete
  6. Olá, Marie!
    Sou Lai e o meu filho é o Gael, de 3 anos e meio, um autista ainda n verbal. N comecei o desfralde mas tenho vontade de implementar, porém fico sempre me sabotando. Há no banheiro, na pia, muitas distrações para ele, frascos e escovas... que chamam a sua atenção o tempo todo. Percebo que ele já consegue passar mais ou menos umas duas horas sequinho, por isso acho que já dá pra fazer, porém o vaso é muito alto pra ele sentar sozinho... tenho muitas dúvidas... será q vc teria alguma dica?

    ReplyDelete
    Replies
    1. Olá,
      primeiro não se preocupe com a altura do vaso sanitário, tenha um "step" para ele poder apoiar os pés e até q ele esteja usando bem o banheiro alguém deve sempre acompanhá-lo. Qto às distrações, vc deve sentir o qto elas atrapalham mesmo, nunca soube de alguém q teve a necessidade de eliminar distrações para o uso do vaso sanitário, mas muitas vezes isso é necessário qdo ensinamos a escovar os dentes. bj

      Delete
  7. Ola Marie! Meu filho tem 2 anos e 3 meses , não fala e fica muito difícil a comunicação com ele por este fato é muito difícil explicar a ele . Comprei um troninho , mais ele acaba usando ele como um brinquedo , já cansei de tentar explicar a ele , mais parece que ele não quer saber a utilidade dele e para que serve. Existe algum método que eu possa usar , mais que não seja tão estressante para ele , porque ele fica nervoso quando se sente pressionado por algo.Bjs

    ReplyDelete
    Replies
    1. Sim, o primeiro q eu mudaria era nao ficar insistindo na explicação lógica, para o que serve o penico, etc. Acho q só daí vc já diminuirá muito do stress.
      Use reforçadores, desfralde é uma das etapas q o uso do reforçador é muito poderoso. Reforce por ele se manter seco, leve de tempo em tempo ao banheiro (pode começar a cada 20 minutos) e cheque se ele está seco, no banheiro, se ele estiver seco (se nao fez xixi na roupa) dê um prêmio a ele, algo que termine por si só, nao algo q vc terá q retirar dele (para melhor decidir no tipo de reforçador vc pode ler: http://umavozparaoautismo.blogspot.com.br/2011/08/regras-para-o-reforco-positivo.html
      sente ele no vaso, nao há a necessidade de ser um penico, espere um tempo e libere ele do banheiro, se nessa sentada ele fez um xixi, dê um reforçador ainda mais valioso.
      Seja paciente, é um processo, e seja persistente.

      Delete
  8. Ola Marie! Muito obrigado pela dica , vou seguir seus conselhos e caso der certo eu venho te contar ok! Espero que dê certo.

    ReplyDelete
  9. Minha luta está no inicio, estou trabalhando com imagens pra depois avançar para as idas no banheiro, programei para a próxima semana!

    ReplyDelete
  10. Eu tenho um irmão de 10 anos descobrimos o autismo aos 4anos por dificuldade na fala e interação social. Daí ele parou de usar fraldas com menos de dois anos usava o vaso nos conformes aos 5 anos ele teve pneumonia. A partir dai comessou a defecar na roupa e até hoje continua brigo coloco de castigo digo que não pode mas não adianta a neuro diz que tem que ter paciência mas não tem como. Ele meche no lixo esconde lixo no quarto e ele sabe que está errado pois quando ele ve adultos ou ele esconde ou pega pra jogar fora. Ultimamente é o tempo todo assim o tempo todo reclamando e ele fazendo errado fica gritando responde com agressividade não obedece quer bater nas pessoas não sei mas o que fazer ele é alto com 10 anos tem 160de altura 67kg é forte

    ReplyDelete
    Replies
    1. Ele deve estar cansado de ser corrigido o tempo todo, tente mudar isso e passar a mostrar ao seu irmão o que ele pode fazer. Energia não trabalhada vira caos!

      Delete
  11. Olá Marie! Sou mãe dos gêmeos Arthur e Daniel, 3 anos e meio. Consegui desfraldar o Arthur com uma certa facilidade valorizando a cuequinha seca, porém o Daniel já entramos no segundo mês e até agora nenhum pingo!! Tentamos essa semana mudar para tentativas de pé.. Não sei mais o que fazer, ele segura muito e algumas vezes nem faz à noite. Fica até umas 10 da manhã segurando! Se puder dar uma dica, agradeço!

    ReplyDelete
    Replies
    1. Olá Marcela, eu não acesso o blog com frequencia, também tenho dois filhos com autismo e vc deve entender que não dá tempo. Acredito que vc já tenha achado uma solução, mas se nãp, eu tentaria em pé, no chuveiro para ele relaxar, depois q ele já tiver uma boa relação com o ato de fazer xixi vc pode voltar ao vaso.

      Delete
  12. Meu filho tem 29 anos,ele foi diagnosticado com autismo, ele deixou de usar a fralda com um ano e meio,ele usava o banheiro com o redutor da tampa do assento sanitário ,limpava o bumbum e lavava as mãozinhas porem com 4 anos ele fez coco na escola e depois disso deixou de usar o banheiro e passou a sujar a roupa depois de leva-lo ao psicólogo ele deixou de sujar a roupa porem logo depois o avô dele morreu e desde então ele só faz no chão do banheiro,como se fosse um animal(4 pés)depois ele pega e põem no sanitário, já fiz de tudo converso, digo que se ele não fizer no sanitário não levo ele pra passear etc. mais não tem jeito e eu não sei o que fazer.

    ReplyDelete
  13. Olá,sou mãe de uma criança com autismo leve. Ele fala muita coisa mas ainda está atrasado para a idade dele. Também repete muitas frases que ouve na escola e ver nos desenhos animados. Estou tentando tirar a fralda mas ele parece não entender o que digo quando chamo ao banheiro. as vezes ele chora e não quer ir ao banheiro. não faz de jeito nenhum, mas logo em seguida ele faz na roupa Alguém me diga como agir?

    ReplyDelete